25 de maio

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
Maria da Penha ONLINE Governo do Distrito Federal
15/05/23 às 15h10 - Atualizado em 13/11/23 às 16h47

Obra da terceira saída de Águas Claras ganha passagem de fauna e aterro

COMPARTILHAR

Rejane Mota, da Ascom – Administração Regional de Águas Claras

Com investimento de R$ 12 milhões, os serviços fazem parte da última etapa da construção que vai desafogar o trânsito da cidade e beneficiar 150 mil motoristas

Importante para melhorar o trânsito de Águas Claras e beneficiar 150 mil pessoas, a obra da terceira saída da cidade, que conta com investimento de R$ 12 milhões, está na etapa final. A construção recebe a instalação de duas passagens subterrâneas de fauna e o aterro para diminuir o desnível da pista em relação à Rua das Carnaúbas, via da região administrativa que se conecta à passagem até a Estrada Parque Taguatinga (EPTG).

Os faunodutos estão sendo criados para que os animais que transitam pela área (localizada ao lado do Parque Ecológico de Águas Claras) possam fazer o trajeto de forma segura por baixo da pista, evitando atropelamentos. As passagens são feitas com tubos de concreto de 1,5 metro de diâmetro.

“Como os animais vão passar por dentro da tubulação, precisamos fazer uma vala enorme. Estamos colocando os tubos de concreto e rejuntando com cimento. É um trabalho que requer muita mão de obra”, explica o diretor do 3º Distrito Rodoviário do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-DF), Jarbas da Silva.

A outra linha de trabalho é o aterro e a terraplanagem, serviços necessários para que a pista atinja a mesma altura que a rua de Águas Claras de forma nivelada. Estão previstas 1,5 mil viagens de caminhões de terra até o local. “É muito material em função do desnível em relação à pista existente na Rua das Carnaúbas. Vamos precisar de toda essa terra para fazer essa elevação”, revela Silva.

Antes do início desses serviços, os operários instalaram os gabiões, uma estrutura armada com malha de fios de aço preenchida com pedras britadas, para conter o aterro e evitar desmoronamento no Córrego Águas Claras, que vai passar por baixo da pista. Os gabiões estão sobre os módulos de galeria pluviais colocados acima do córrego para encurtar a profundidade da região e evitar a necessidade da construção de uma ponte.

Quando todos esses serviços forem finalizados, será iniciada a pavimentação e a junção da via até Águas Claras. A pista que faz a ligação até a EPTG já está concluída e conta com 2 km de asfalto. A primeira parte da obra foi executada e financiada por meio de uma compensação habitacional pela Construtora Direcional, que investiu R$ 8 milhões. Já a etapa final ficou sob responsabilidade do DER, que investe R$ 4 milhões.

Rota alternativa

A terceira saída de Águas Claras ampliará as opções de quem transita pela cidade, que, atualmente, tem apenas duas alternativas: o balão da Unieuro e a passagem pelo Viaduto Israel Pinheiro. Com a liberação, quem está na cidade poderá pegar a pista de saída pela Rua das Carnaúbas nas proximidades do Parque Ecológico de Águas Claras em direção à EPTG. Já quem deseja entrar deve seguir pela EPTG no sentido Plano Piloto e pegar a entrada após a Residência Oficial de Águas Claras.

Morador de Águas Claras desde 2002, o servidor público Marcelo Camargo, 45 anos, não vê a hora de a obra se concretizar. “Vai facilitar muito a vida dos moradores. Aqui no horário de pico é muito congestionamento”, conta. “Eu vou usar [a terceira saída] todos os dias, porque busco meus filhos na escola e volto pela EPTG. Vai ser uma alternativa em vez de ter que ir até a entrada que passa pelo Viaduto Israel Pinheiro, onde há muito trânsito”.

Situação semelhante relata a servidora pública Janaina Silva, 44. “Eu moro na 101 e costumo sair pelo viaduto. Só que no horário de pico é muito trânsito ali, então acho que essa terceira saída será muito importante para desafogar o trânsito da cidade. Vai ser uma boa alternativa diante desse grande fluxo”, afirma.

 

 

Mapa do site Dúvidas frequentes