25 de junho

GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais GDF - Administrações Regionais
20/11/15 às 12h04 - Atualizado em 29/10/18 às 10h59

Participe da enquete para a escolha do nome da Praça da Av.Jequitibá

COMPARTILHAR

A Administração Regional de Águas Claras está realizando uma enquete entre os dias 20 a 30 de novembro, e conta com a participação da população para a escolha do nome da Praça da Avenida Jequitibá, que fica localizada em frente ao lote nº 585 em Águas Claras.

Qual pássaro deve cantar na sua praça? Participe da enquete no link abaixo:

http://goo.gl/forms/cah19g9YWN

Confira abaixo as descrições dos nomes de cada pássaro.

a) Flamingo:

Mede de 102 a 122cm de comprimento e 90cm de altura. As asas são grandes, a cauda é curta, as pernas e o pescoço são longos, as pernas e os pés são vermelhos. Para alimentar-se coloca seu bico na água e a língua segura o alimento desejado. A forma e o tamanho do bico funcionam como uma bomba e ao mesmo tempo um filtro da água que é sugada junto com o alimento. Alimentam-se basicamente de plâncton, algas, insetos, larvas, crustáceos e pequenos moluscos. A coloração avermelhada de suas plumas deve-se à ingestão de alimentos ricos em carotenoides. Habitam lagoas salobras rasas sem vegetação, próximas ao mar. Trata-se de uma espécie bela e rara. Alimenta-se, descansa e se reproduz em grupos de tamanhos variáveis, frequentemente grandes, embora alguns indivíduos vagueiem solitários. Seu voo é rápido e direto, com batidas firmes de asas; pescoço e pernas esticadas. No Brasil, a espécie encontra-se ameaçada de extinção na última área em que ainda é encontrada, o Estado do Amapá.

b) Seriema:

Ave típica dos cerrados do Brasil, a seriema possui porte imponente e cauda longa. Sua plumagem é cinza-amarelada, com finas riscas escuras: abdômen um pouco mais claro, bico e pernas vermelhos. Tem a crista formada por um tufo de penas longas, com cerca de 12 cm. É uma das poucas aves que possuem pestanas. Atinge uma altura média de 70 centímetros, podendo chegar a 90 centímetros de comprimento e pesar até 1,4 quilo. O porte dos jovens pode ser igual ao dos adultos e, para diferenciá-los, a cor dos olhos é uma das melhores maneiras. Nos adultos, os olhos são acinzentados; já nos jovens, são amarelados. Seu canto é marcante, podendo ser ouvido a mais de 1 quilômetro. Anda pelo chão, aos pares ou em pequenos bandos. Se perseguida, foge correndo, deixando para voar somente se muito pressionada, chegando a atingir velocidades superiores a 50 km/h antes de levantar voo.

c) Tangará:

O Tangará mede cerca de 13 cm. Os machos têm plumagem azul-celeste, cauda preta com duas centrais mais longas que outras, e no alto da cabeça, uma brilhante coroa vermelha. Já as fêmeas são verde-escuras, com cauda mais longa que a dos machos e mais silenciosas. Entre os seus principais hábitos está à típica dança pré-nupcial, onde os machos se revelam verdadeiros acrobatas, enfileirando-se vários deles num galho e exibindo-se ante a fêmea, um de cada vez. Depois de executarem o rito, cada um volta ao fim da fila e espera a vez de exibir-se novamente.

d) Tuiuiú

Também conhecido como jaburru, jaburu, tuim-de-papo-vermelho (no Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) e cauauá (no Amazonas). O tuiuiú é considerado a ave-símbolo do Pantanal onde é a maior ave voadora. No sul do Brasil, é conhecido principalmente como jabiru, enquanto que o nome tuiuiú é usado para designar o cabeça-seca. O tuiuiú é uma ave pernalta, tem pescoço nu, preto, e, na parte inferior, o papo também nu e vermelho. A plumagem do corpo é branca e a das pernas é preta. Ele chega a ter 1,4 metros de comprimento 1,60 de altura, e pesa até 8 kg. Pode chegar a quase 3 metros de envergadura (medida de uma ponta da asa aberta à outra). A distância do bico tem 30 cm, é preto e muito forte e a fêmea, geralmente, é menor que o macho. É uma cegonha; como tal, voa com seu pescoço e pernas esticados. É uma ave que realiza movimentos migratórios. Vive em margens de grandes rios e lagos com árvores esparsas e em outras áreas úmidas, onde se alimenta de peixes.

Mapa do site Dúvidas frequentes Comunicar erros